Lançamento do XIX Festival de Ópera

O XIX Festival de Ópera do Theatro da Paz apresenta um novo formato para 2020, com ênfase na formação de profissionais da cadeia produtiva das artes cênicas e musicais – considerando os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus. O projeto desta edição é a base do início da transformação do Theatro da Paz, num futuro próximo, em Teatro-escola. Por isso, realizaremos durante cinco meses o II Curso de Formação em Ópera, com a oferta de 80 bolsas de estudos, sendo 40 destinadas aos cantores líricos e 40 para técnicos que atuam na produção dos espetáculos. A formação será via plataforma digital, com oito módulos de aulas para cada grupo. A iniciativa será capaz de abranger o Pará inteiro, possibilitando que candidatos que não estejam fisicamente em Belém possam ser contemplados.

Concerto de Lançamento
Adriana Azulay – Pianista

“Una furtiva lagrima” (L’elisir d’amore) Gaetano Donizetti (1797-1848)
“Donna non vidi mai” (Manon Lescaut) Giacomo Puccini (1858-1924)
Atalla Ayan, tenor
“O Mio Babbino Caro” (Gianni Schicchi)
“Quando m’en vo” (La Bohème)
Hosana Ramos, soprano
“Recondita Armonia” (Tosca)
“E Lucevan le stelle”
Atalla Ayan
 
“Chi il bel sogno di Doretta” (La Rondine)
“Ah! Je ris de me voir si belle” (Faust) Charles Gounod (1818-1893)
Kézia Andrade, soprano
 
“Depuis le jour” (Louise) Gustave Charpentier (1860-1956)
Lanna Bastos, soprano
 
Minha terra Waldemar Henrique (1905-1995)
Nessun Dorma (Turandot) Giacomo Puccini
Atalla Ayan
 
“Brindisi” (La Traviata) Giuseppe Verdi (1813-1901)
Lanna Bastos e Atalla Ayan

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *